Programação

23/11

Hora Atividade Composição
19h Abertura Oficial Clara Goldman 

Deputado Glauber Braga (PSB-RJ)

Ministro Milton Rondó (MRE)

19h30 Conferência 

Políticas Internacionais de Enfrentamento aos Desastres

Margarita Vilallobos- mestre em relações internacionais, Oficial de InformaçãoPública de  Estratégia Internacional para a Redução de Desastres (EIRD) da ONU.

24/11

Hora Atividade Composição
 

 

 

 

 

8h30

Mesa Redonda 

 

Contribuição da Psicologia  para o enfrentamento das emergências e desastres e a construção de referências

Alexis Ruiz: Professor da universidade de Havana e representante do Centro Latino-americano de Medicina dos Desastres de Cuba
Marcos Ferreira: Doutor em Psicologia Social. Atua em psicologia organizacional, ética profissional, história e epistemologia da Psicologia, Psicologia do Trabalho e Psicologia Ambiental.
Marcus Vinicius de Oliveira: Psicólogo, mestre em Saúde Pública e Doutor em Saúde Coletiva.Professor da Universidade Federal da Bahia, onde coordena o Laboratório de Estudos Vinculares e Saúde Mental do Instituto de Psicologia
 

 

 

 

 

 

10h30

 

Mesa Redonda

Afetados em desastres: desafios para a proteção aos direitos humanos

 

Mário Malaquias: promotor de Justiça, coordenador da área de Habitação e Urbanismo do Centro de Apoio Cível e de Tutela Coletiva (CAO-Cível) e de Tutela Civil do Ministério Público do Estado de São Paulo 

(substituindo Maximiliano Rosso)

Denise Muniz de Tarin – Procurador de Justiça; membro eleito para o Conselho Superior do Ministério Público do Rio de Janeiro- biênio 2010/2012; Atuou como promotora de Justiça do meio ambiente em Petrópolis, por 10 anos e na 3ª Promotoria do meio ambiente da Capital, por 02 anos; Coordenadora Institucional e do Centro de Pesquisas do Instituto do Ministério Público do Rio de Janeiro
 

13h30

 

Mesa Redonda

 

Políticas intersetoriais de enfrentamento às emergências e desastres

Roberto Tykanori Kinoshita – Coordenação Nacional de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas.  

Aparecida Rodrigues da Silva Coordenação Geral de Serviços de Acolhimento, do Departamento de Proteção Social Especial/SNAS
Elizeu de Oliveira Chaves – Representante Auxiliar – Coop. Sul Sul da UNFPA – Fundo das Populações das Nações Unidas 

Ana Carolina Ribeiro: Assistente de Programa De cooperação (Sul-Sul)

Thiago Galvão: Gerente de Projetos do Departamento de Assuntos Fundiários Urbanos – Ministério das Cidades,
Verena Martins lellis; Técnica especializada com formação em psicologia SEDEC – Secretaria Nacional de Defesa Civil / CENAD – Centro de Gerenciamento de Desastre
 

 

15h30

 

 

Mesa Redonda

 

A Psicologia em Emergências  e Desastres na América Latina:Práticas e Organização Política

Desirée Salazar Membro Fundadora da Sociedade Peruana de Psicologia de Emergências e Desastres; Psicóloga Brigadista de Emergências e Desastres – Intervencão inicial do Ministério da Saúde do Peru
Alexis Ruiz: Professor da universidade de Havana e representante do Centro Latino-americano de Medicina dos Desastres de Cuba  

Marcos Ferreira: Doutor em Psicologia Social. Atua em psicologia organizacional, ética profissional, história e epistemologia da Psicologia, Psicologia do Trabalho e Psicologia Ambiental
17h  

Sessões de Comunicações

18h30  

Organização das Psicólogas e Psicólogos para a Constituição de um ator social relacionada à Psicologia em Emergências e Desastres

25/11

Hora Atividade Composição
 

 

 

 

 

 

 

 

8h30

 

 

Mesa Redonda

Lógicas e práticas sócio-políticas que ampliam a vulnerabilidade social

 

Carmen Beatriz Fabriani– Pró Reitora de Graduação da UNIFAE (Universidade de São João da Boa Vista, São Paulo). A Dra. Fabriani é Psicóloga e Arquiteta, tendo desenvolvido mestrado em planejamento urbano no MIT e tese em Psicologia Socioambiental
Henri Acselrad – Mestre em Economia, doutor em Planejamento, Economia. Pública e Organização do Território. Professor do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Norma Felicidade Lopes da Silva Valêncio – Economista, mestre em Educação e doutora em Ciências Sociais. Professora Colaboradora da USP-São Carlos e Professora do Departamento de Sociologia da UFSCar onde coordena o Núcleo de Estudos e Pesquisas Sociais em Desastres (NEPED).

 

 

10h30

 

 

 

 

Mesa Redonda

 

Protagonismo e organização comunitárias como condição para a proteção social efetiva

Tatiana Reichert – agricultora, líder comunitária e presidente da Associação dos Desabrigados e Atingidos da Região do Morro do Baú– Santa Catarina
Maria Inês Guedes Santana – Associação de Moradores  da Vila das Aeromoças 

Eliane Maria da Silva – Associação de Moradores  da Vila das Aeromoças

Bruno Nascimento: assessor de órgãos públicos municipais do legislativo e executivo em Petrópolis, é consultor ambiental pela FUNIBER – Fundação Universitária Iberoamericana. Dirigente de organizações não-governamentais atua em desenvolvimento social, econômico, urbano, político e ambiental. Formado como técnico em química, especializou-se em gestão de infra-estrutura urbana.
 

 

 

 

 

 

 

 

13h30

Mesa Redonda 

Práticas Psicológicas no Enfrentamento das Emergências e Desastres

Samira Younes Ibrahim – Psicóloga , pós-graduada em Psicologia Médica, É professora do curso de Pós-Graduação de Enfermagem em Nefrologia da Universidade Gama Filho – RJ e SP.
Maria Carolina da Silveira – Psicóloga, especialista em Práticas Sociais. Professora da Unochapecó.  Coordena o  GT de Psicologia nas Emergências e Desastres  do CRP-12
Annie Louise Saboya Prado – coordenadora do CRAS em Suzano-SP, onde acompanha intervenções intersetoriais em áreas de risco circunscritas. Compõe o GT  emergências e desastres do CRP-06
Maria-Clara Mendes de Sousa: Psicóloga da Coordenadoria de Defesa Civil do Recife – CODECIR

25/11

Hora Atividade Composição
 

 

 

 

15h30

Mesa 

Tecnologia, meio ambiente, sustentabilidade e organização social no enfrentamento de emergências e desastres

Nancy Campos Graduada em Direito (1981), DEA em Sciences de L´Education – Université René Descartes, Paris V, Sorbonne (1998), mestrado em Sociologia pela Universidade de Brasília (1995) e doutorado em História pela Universidade de Brasília (2008). É gestora especializada em política e planejamento de Ciência e Tecnologia, com larga experiência em implantação e gestão de programas e projetos no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Historiadora, pesquisadora e professora, com pesquisas em história da política de C&T no Brasil, história oral e leitura de imagens, atualmente é Assessora do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) vinculado à SEPED, Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (MCTI
Yara Valverde Pagani: Bióloga, doutora em Ciências  ambientais. Especialista em Biociências Nucleares. Instituto  de Pesquisas jardim Botânico do Rio de Janeiro
Eduardo Soares Macedo – geólogo, Diretor do Centro de Tecnologias Ambientais e Energéticas do IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas
 

17h

 

 

 

Mesa redonda

Organização da Sociedade civil no enfrentamento de emergências e desastres

José Magalhães de Souza – compõe a equipe de assessoria do setor de emergência da Cáritas Brasileira, membro do Conselho Nacional de Defesa Civil e do Fórum de Mudanças Climáticas
Clara Goldman – Conselheira vice-presidente do Conselho Federal de Psicologia, responsável pelo tema de emergências e desastres
Wanderley Gomes da Silva – Diretor de Comunicação da Confederação Nacional das Associações dos Moradores – CONAM, é membro do Fórum São Paulo pelo direito à cidade,  e do Conselho do Instituto Nacional do Meio Ambiente – INMA
18h30 Encerramento

30 respostas a Programação

  1. Verônica Santiago Ferreira disse:

    Seria interessante promoverem cursos durante o evento.

  2. Luisa Helena Albertini Padula Trombeta disse:

    QUERO RECEBER INFORMAÇÕES DE COMO PARTICIPAR DE MESA REDONDA. PELA PROGARMAÇÃO PRÉVIA, PODERIA SER DIA 25, NA MESA SOBRE MEIO AMBIENTE. TRABALHO COM CATADORES DE MATERIAL RECICLÁVEL NO LIXÃO DE ARACAJU, COM MAIS DE 20 ANOS DE EXISTÊNCIA.PELOS CONCEITOS ATUAIS E CONCLUSÕES DO I SEMINÁRIO NACIONAL, A SITUAÇÃO JA PASSOU DE EMERGÊNCIA A DESASTRE, AFETA A TDS NÓS, DIRETA OU INDIRETAMENTE, A QUESTÃO DO LIXO PRECISA SER MAIS DISCUTIDA, TENHO DADOS D PESQUISAS E CONTRIBUIÇÕES, AGUARDO CONTATO

    • admin disse:

      Olá Luisa, agradecemos seu interesse em participar do evento. Pedimos que nos passe seu email para que você possa nos enviar mais detalhes a respeito do trabalho. Infelizmente as mesas redondas já estão fechadas, mas haverá um espaço de Comunicações e Experiências que acreditamos que você poderá participar.

  3. Samara disse:

    Olá! Gostaria de saber sobre o processo para submissão de trabalhos ( comunicações e experiências). Sou formanda em Psicologia e há algum tempo venho desenvolvendo trabalhos na área de emergência e desastres, participando de eventos dentro e fora do Brasil e também atuei com as vítimas do Terremoto do Chile 2010. Aguardo contato, Obrigada.

    • admin disse:

      Olá Samara, em breve teremos as inscrições/instruções para submissão de trabalho aqui no blog, ok?

    • Robson disse:

      Olá Samara bom dia, sou estudante de Psicologia e trabalho na área de Segurança Pública em MG. Também tenho interesse na área de emergências e desastres. Gostaria de me aprofundar mais no tema . Você poderia me indicar algumas referências bibliográficas?
      Robson.

  4. Luara G. Araújo disse:

    Gostaria de participar desse congresso mas sem ter que enviar um projeto.
    Somente a nível de conhecimento e curiosidade pois,é uma área que me interessa.
    É possível?
    Dá certificado?
    Grande abraço.

  5. roberliane da silva souza disse:

    Gostaria de saber um pouco mais detalhada as atividades e os horários, e se temos necessariamente que participar de todos os eventos em todos os horários…

    • admin disse:

      Roberliane, a programação está com as mesas fechadas, mas em breve divulgaremos o nome dos participantes destas mesas, que ainda não estão confirmados. Sobre a participação, fica a seu critério escolher as atividades que deseja participar.

  6. Giselle Mesquita disse:

    Bom dia, o cartaz de vocês informa que o evento é de 23 a 26 de novembro. Sou de Fortaleza e já somos mais de 15 pessoas, professores e estudantes de psicologia que compramos as passagens de retorno para noite de 26 e dia 27. A pergunta é: qual a programação do dia 26 que existia ateriormente, com encerramento as 13:00???
    Aguardo retorno.

  7. Giselle Mesquita disse:

    Eu preferia uma explicação ao invés de vê-los alterar a data no cartaz, porque os cartazes que estão impressos permanecem com a data de termino para 26.11. Digo isso porque sou professora e estou indo com mais de 15 alunos para o Seminário. E todos compramos passagem de retorno para o dia 26 a noite ou 27. Só queria ter como explicá-los.
    Grata.

    • admin disse:

      Giselle, infelizmente esta mudança teve que ocorrer em cima da hora mas vamos verificar o que pode ser feito para o caso de vocês, ok? Pedimos desculpas pelo incômodo.

    • admin disse:

      Giselle, explicando melhor, a mudança ocorreu por conta da necessidade de acomodação da agenda dos palestrantes com a manutenção das mesas temáticas. Por isso a única forma encontrada foi tirar o dia de sábado, portanto pedimos desculpas mais uma vez.

  8. Ro disse:

    Estamos aguardando a definição do local. E uma informação em relação a data limite para o fim das inscrições que está para 07.11. Significa que é até julho de 2011 ou até o dia sete do mês 11 (novembro). Grata. Aguardo.

  9. marcela cerboncini disse:

    Oi,
    Eu estou procurando hoteis para me hospedar e gostaria de saber se já tem algum lugar definido para eu poder ficar perto do local do evento. Ou pelo menosn alguma noçao.
    Obrigada,

    • admin disse:

      Marcela, estamos com um pequeno atraso na definição do local, mas assim que estiver definido avisamos aqui no site. A princípio deve ser na Asa Norte, se isso ajudar. Obrigada.

  10. Priscila Souza disse:

    Então, quer dizer que pagaremos o mesmo preço e teremos menos palestras? Será que não tem como procurar outros palestrantes para colocar no sábado?

  11. admin disse:

    Priscila, infelizmente houve a redução de dias pela necessidade de acomodação da agenda dos palestrantes com a manutenção das mesas temáticas. A única forma encontrada foi tirar o dia de sábado, portanto pedimos desculpas mas não haverá o agendamento de outros palestrantes.

  12. Giselle Mesquita disse:

    Ok. Grata pela atenção.

  13. José Damião Prestes disse:

    Fiquei, entre outros psicólogos, desapontado em não ver entre os participantes nenhum membro da Cruz Vermelha Brasileira, pois como todos sabem é a primeira organização a chegar e a ultima a sair em um desastres, com experiência em campanhas humanitárias, socorro e abrigos, presente em todos os estados e em 200 países do mundo, como pode???

  14. Otania Freire disse:

    Oi, gostaria de saber se o evento dará certificado para que os estudantes presentes possam aproveitar os temas do seminário como atividade extra curricular em seus respectivos cursos. Desde já agradeço.

  15. LUISA HELENA ALBERTINI PADULA TROMBETA disse:

    senti mt falta da psicologia ( de fato ) nas mesas redondas. a gd maioria dos expositores e debatedores não é psicólogo e o evento é sobre PSICOLOGIA das emergências…como foram definidas as mesas e participações, através de quais critérios ? há tempos q solicito informações…q pena . li q não haverá inscrição de trabalhos , como assim ? se não podemos trocar experiências , ….perde o sentido, não é ??????????????????????q tal rever isto ?m proponho a auxiliar na organização e ser catalizador no nordeste.vamos lá psicólogos, tem mts precisando d nós

    • admin disse:

      Luisa,
      infelizmente não haverá possibilidade de inscrição de trabalhos neste Seminário, mas possivelmente outros eventos futuros terão. Há muitos convidados para compor as mesas, mas nem todos podem participar e muitos acabam não confirmando. Mas com certeza os presentes proporcionarão um evento rico de debates, mesmo sem tantos psicólogos.

  16. Júnior Gehling disse:

    Gostaria de receber informações sobre a dinâmica das sessões de comunicações.
    Obrigado.
    Um abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *